domingo, 6 de maio de 2012

Lisboa de Hoje e de Amanha documentário de 1949



Hoje publicamos uma parte do documentario " Lisboa de Hoje e de Amanha " de 1949 da autoria de António Lopes Ribeiro sobre Pedrouços e a reconversão daquela area de Algés que tambem englobou a criação da rotunda de Algés, é um registo importante mesmo sendo de curta duração uma vez que filmes sobre Algés antiga são uma autentica raridade.


video





António Lopes Ribeiro



Irmão do actor Ribeirinho, começou por se dedicar à crítica cinematográfica, actividade a que se dedicou a partir dos 17 anos de idade, no jornal Diário de Lisboa, e no exercício da qual fundou diversas revistas dedicadas à crítica de cinema. Três anos mais tarde, estreia-se como realizador com o documentário Bailando ao Sol (1928).
De 1940 a 1970, parte da sua obra cinematográfica é dedicada aos actos oficiais do Estado Novo, sendo por isso chamado de "cineasta do regime". Alguns exemplos desta faceta de Lopes Ribeiro são A Revolução de Maio (1937), o Feitiço do Império (1940) ou Manifestação Nacional a Salazar (1941).
Para além destas duas actividades, António Lopes Ribeiro demarcou-se como produtor de cinema (fundador das Produções Lopes Ribeiro), jornalista, argumentista, profissional de televisão (como apresentador do programa Museu do Cinema, na RTP, nos anos 1960), da rádio e figura do teatro.


Sem comentários:

Enviar um comentário